quinta-feira, 30 de junho de 2011

ALPALHÃO: Água da Fonte de Baixo imprópria para beber

A água de 12 dos 35 fontanários analisados pela Deco “está imprópria para beber”. De acordo com um estudo da Associação de Defesa dos Consumidores 1 em cada 3 fontanários tem água de “má qualidade” e “ingeri-la é arriscar a saúde, pois não tem ligação à rede pública, nem tratamento ou controlo”.
Na Fonte de Baixo, em Alpalhão (Nisa), a água está imprópria para consumo devido à “contaminação bacteriológica por E. coli, Enterococus, Clostridium Perfringens ou coliformes fecais”, concluiu a DECO.
A Associação esclarece que: “geralmente, estes microrganismos habitam nos intestinos de animais de sangue quente como o Homem. Febre, diarreia e vómitos são sintomas comuns, típicos de gastroenterite e intoxicação alimentar. Infecções urinárias e, mais raramente, endocardite bacteriana, são também efeitos. Crianças, idosos e indivíduos debilitados podem ser os mais afectados”.
Quando a água se revelou imprópria por contaminação bacteriológica, a DECO dispensou a pesquisa dos parâmetros físico-químicos e dos pesticidas.
A Associação garante que após estes resultados informou as entidades competentes sobre o problema.
O estudo \"Água de fontanários de má qualidade \", será publicado na revista PROTESTE de Julho/Agosto.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

ALPALHÃO: Procissão dos Passos 2011








Realizou-se no domingo, 10 de Abril, a tradicional Procissão do Senhor dos Passos, em Alpalhão. O evento religioso constituiu impressionante manifestação de fé com muitas centenas de alpalhoenses a integrarem o cortejo entre a Igreja da Misericórdia e a Igreja Matriz, local onde teve início a Procissão que percorreu as principais ruas da localidade até ao Calvário.
As fotos são de João Carrilho, a quem agradecemos a colaboração.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Alpalhão reuniu 42 dadores de sangue




Mais uma enérgica colheita decorreu a 26 de Março pp. Uma iniciativa da Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Portalegre – ADBSP – que decorreu na Freguesia de Alpalhão. Compareceram, nas instalações do Grupo Ciclo Alpalhoense, 42 voluntários, 16 dos quais do sexo feminino. Dos presentes, e por compatibilidade em termos do estado de saúde dos doadores, 36 puderam estender o braço nesta oportunidade.
Quanto a novos dadores de destacar que marcaram presença quatro, metade de cada sexo e bem jovens (entre os 18 e os 25 anos de idade).
Em termos de inscrições no Registo Português de Medula Óssea passaram a estar incluídos mais quatro pessoas.
Tanto dadores, como elementos da ADBSP e profissionais de saúde conviveram num almoço que decorreu num restaurante desta localidade do Concelho de Nisa e que foi comparticipado pela Junta de Freguesia de Alpalhão.
António Eustáquio, Presidente da ADBSP, testemunhou o seu contentamento pelo modo afirmativo como decorreu esta brigada. Afinal, uma pequena localidade atrair um número tão significativo de dadores é sempre motivo de regozijo. E depois compareceram quatro novos jovens dadores: sinal de que uma geração cheia de juventude e vontade está a cooperar.
Abril com mais brigadas
A nove de Abril decorre uma colheita no Quartel dos Bombeiros Voluntários de Sousel. Posteriormente, a 16 de Abril, vai ter lugar outra, desta feita nas instalações do Grupo Desportivo Cultural e Social Vale de Cavalos, Concelho de Portalegre. Por fim, a 30 de Abril, está agendada para o Banco de Sangue do Hospital Doutor José Maria Grande a recolha dos funcionários da região de Portalegre da Caixa Geral de Depósitos. Estas iniciativas realizam-se em sábados na parte da manhã e todos podem marcar presença.
Já agora: não se esqueça de navegar em: www.adbs-portalegre.pt.
JRR

domingo, 23 de janeiro de 2011

PRESIDENCIAIS 2011 - Resultados globais no Distrito

Distrito de Portalegre - Votações globais

                                                   Concelho de Nisa - Votações globais



                                          Freguesia de Alpalhão - Votações globais

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

ALPALHÃO: Alegria e animação na "Vila Presépio"





O MTA – O Movimento Teresiano do Apostolado, de Alpalhão, levou a efeito no Dia de Natal, uma das mais belas iniciativas da quadra natalícia realizadas na região.
O III Presépio de Alpalhão, desta vez com a designação de “Vila Presépio” levou até aquela vila do concelho de Nisa muitas dezenas de pessoas que não temeram o frio que se fazia sentir e quiseram, com a sua presença, testemunhar e dar um pouco de calor humano, a esta realização dos jovens alpalhoenses.
A iniciativa realizou-se, este ano, em moldes diferentes, prevenindo o aparecimento de adversas condições climatéricas, como se verificou o ano passado, junto ao Calvário e que deitou por terra muitos dias de preparação e ensaios das crianças e jovens do MTA.
O cenário da “Vila Presépio” mudou-se para o designado “centro histórico de Alpalhão”, com actividades em muitas das casas antigas das ruas da Cadeia, Castelo, Direita, Santa Maria, Borralho e Largo da Praça, com aproveitamento e mostra ao público da antiga cadeia de Alpalhão, um espaço para o qual o presidente da Junta de Freguesia, João Moisés, prevê, em breve a sua recuperação e aproveitamento.
No Largo da Praça, onde funcionou o “Mercado de Jerusalém”, espaço para a venda e divulgação de alguns dos produtos característicos de Alpalhão, se entrecruzaram todas as cenas bíblicas que constituíram a estrutura desta “Vila Presépio”.
Uma iniciativa que movimentou mais de 40 figurantes, entre crianças, jovens e adultos, transmitindo às velhinhas ruas do burgo alpalhoense um colorido e animação que já tiveram noutros tempos e que hoje parecem destinadas, apenas, a lugares de passagem e de visita.
Este novo figurino do “Presépio de Alpalhão” tem condições para se afirmar como uma iniciativa cultural de grande valia. Assim os jovens do MTA continuem a acreditar e a trabalhar para que a sua terra mereça o reconhecimento que há muito lhe é devido.
Mário Mendes