domingo, 11 de maio de 2008

GRUPO DE CONTRADANÇAS EM FÁTIMA


Na Peregrinação anual dos Ranchos Folclóricos
O Grupo de Contradanças de Alpalhão viveu no passado dia 27 de Abril, mais uma importante jornada do seu ainda curto mas já significativo historial.
O Grupo deslocou-se a Fátima, em autocarro cedido pela Câmara Municipal, para participar na Peregrinação anual dos Ranchos Folclóricos, uma iniciativa da Federação do Folclore Português e que de há uns anos a esta parte vem mobilizando muitos grupos etnográficos e folclóricos de norte a sul do país.
Assim aconteceu este ano e a presença das Contradanças de Alpalhão não passou despercebida, quer pela beleza e garridice dos seus trajes, quer pela vivacidade e encanto das suas danças e cantares, ainda que esta deslocação tivesse um significado algo diferente.
Os grupos folclóricos presentes no santuário de Fátima assistiram à missa, pelas 11 horas, especialmente dedicada à sua VI Peregrinação Nacional e transmitida em directo pela TVI.
Antes, cumpriram o programa delineado pela Federação do Folclore Português e que começou com a concentração dos grupos e ranchos folclóricos, já devidamente trajados no parque nº8.
Os elementos dos Grupos participantes organizaram-se por regiões e pouco depois das 9 horas receberam as boas vindas por parte do presidente da Direcção da Federação, após o que teve início o desfile dos estandartes em duas filas e entrada no recinto pelo lado da reitoria, tendo os Grupos/Ranchos seguido para o escadório da Basílica onde permaneceram até ao fim da eucaristia.
No decorrer da missa, os grupos foram saudados pelo Reverendo Reitor do Santuário, havendo depois um desfile, acompanhado de cânticos a Nossa Senhora por um grupo formado por elementos de diversos Ranchos da região da Alta Estremadura.
Às 10 horas, foi rezado o Terço, a partir da Capelinha das Aparições, sendo o primeiro mistério evocado por um Folclorista. Mais tarde, a procissão saiu da Capelinha para o Altar frente à Basílica, com o andor de Nossa Senhora aos ombros de Folcloristas.
Às 11 horas teve lugar a Missa Solene, animada por um grupo formado por elementos de diversos Grupos de Folclore e pelo Grupo Coral do Santuário. A primeira leitura foi feita pelo presidente da Direcção da Federação do Folclore Português e a segunda pelo representante da Associação de Folclore de Leiria.
Seguiram-se outras cerimónias religiosas como o Ofertório, por elementos dos Grupos de Folclore e representativos de diversas regiões do país, a Comunhão, com a intervenção dos elementos dos Grupos de Folclore e finalmente, pelas 12,45 horas, a Procissão do Adeus, com todos os estandartes a descerem o escadório e a seguirem em desfile, para a Capelinha das Aparições.
Mais atrás, vinham os elementos dos Grupos a rodear o andor, no percurso até junto da Capelinha, envolvendo todo o espaço junto ao monumento do Sagrado Coração de Jesus, e aí, simbolicamente, fizeram o Adeus a Nossa Senhora para, em Fé, terminarem esta Peregrinação.